Você usaria suplementos ergogênicos?

Invariavelmente sou parado por amigos e esportistas que me perguntam sobre os benefícios ou as contraindicações dos suplementos dietéticos ou também conhecidos como suplementos ergogênicos. Minha resposta sempre é a mesma, até que a ciência prove ao contrário, não jogue dinheiro e saúde fora.

A maioria destes produtos não tem uma eficácia comprovada, ou seja, não trazem nenhum benefício à saúde, seja para aumentar a força, resistência ou qualquer outro interesse. Acrescento na discussão que, as refeições são os melhores suplementos.

Amplamente usado por esportistas profissionais e amadores, como também os mal informados, os suplementos são vendidos para: melhorar a recuperação do corpo depois de exercícios extenuantes, prevenir lesões, aumentar a força, velocidade e resistência. No fundo o que os “atletas” querem sempre é a estética. Precisam estar com o corpo com pouca gordura e um bíceps avantajado, é o que mais querem. As pesquisas com estes no Brasil ainda são insuficientes para afirmarmos que os suplementos são necessários, mesmo que estes produtos sejam vendidos indiscriminadamente em qualquer lugar, sem nenhum critério de dosagem e frequência.

Para algumas pessoas (em geral as pessoas mais velhas ou crianças) que estejam com dificuldades em absorver vitaminas, sais, minerais ou mesmo as tais proteínas, um exame de sangue pode ser o melhor caminho para se ter certeza do que é necessário. Consultar um médico especialista também é outra recomendação, antes de se aventurar a usar um produto que ninguém sabe a procedência. As vítimas destes ergogênicos, que usaram por muito tempo e hoje sofrem com as sequelas deste uso, podem afirmar o que estou publicando. Pergunte a um deles, é fácil encontrá-los.

  • Veja as indicações e contraindicações de alguns produtos no site abaixo:

https://ods.od.nih.gov/factsheets/ExerciseAndAthleticPerformance-DatosEnEspanol/